[pt]   Login

12 anos ao seu serviço (2005-2017)

Necessidades em vibração e/ou ruído?
Contacte-nos.
Temos uma resposta para si.

Notícias/Destaques

Rudo de avies com risco maior de AVC e doenas cardacas

2013-10-21 - Viver numa rea com altos nveis de rudos de avies aumenta o risco de AVC e doenas cardiovasculares, segundo uma pesquisa publicada no British Medical Journal.

O estudo analisou uma populao de 3,6 milhes de pessoas que moram prximo ao aeroporto de Heathrow, no sudoeste de Londres, e sugeriu que nas reas com maior nvel de rudo, os riscos de problemas de sade desse tipo eram entre 10 e 20% maiores que o normal.

A pesquisa indica um risco maior tanto para hospitalizaes quanto para mortes provocadas por Acidente Vascular Cerebral e doenas cardiovasculares para uma parcela de 2% da populao alvo do estudo - cerca de 70 mil pessoas - que vive onde os rudos das aeronaves so mais altos.

"O papel exacto que a exposio ao rudo pode ter sobre a sade ainda no est estabelecido, observa a coordenadora do estudo, Anna Hansell, do Imperial College London. "Mas plausvel que isso pode estar a contribuir - por exemplo, ao elevar a presso sangunea ou ao prejudicar o sono das pessoas.

Segundo a especialista, o barulho elevado provoca uma "reaco de sobressalto, que aumenta o ritmo de batimento cardaco e a presso sangunea.

"O rudo dos avies tambm pode ser irritante para algumas pessoas, o que pode afectar a sua presso sangunea e levar a doenas, afirma.

O estudo analisou dados sobre os nveis de rudos em 2001 da agncia de aviao civil da Gr-Bretanha, cobrindo 12 distritos de Londres e nove fora de Londres onde os rudos de avies excediam os 50 decibis - semelhante ao rudo normal de pessoas a conversar numa sala silenciosa.

Os pesquisadores do Imperial College e do King's College Londonadaptaram a sua pesquisa num esforo para eliminar outros factores que poderiam ter uma relao com AVC e doenas cardacas, como a pobreza, origem tnica ou hbitos de tabagismo.

E enfatizaram que o risco maior de doenas relacionadas com rudos de aeronaves ainda assim menos significativo que os riscos devido aos estilos de vida, como o tabaco, a falta de exerccio ou uma dieta no saudvel.

Os autores dizem que menos pessoas so agora afectadas pelos nveis maiores de rudo (acima de 63 decibis) - apesar de haver mais avies a cruzar os cus -, por conta de mudanas nos projectos de aeronaves e nas rotas areas. Os investigadores concordam com outros cientistas que o barulho no necessariamente a causa desse risco elevado e sugeriram que sero necessrios mais estudos para testar a ligao.


Mais informação em: http://www.atlasdasaude.pt/publico/content/ruido-de-avioes-com-risco-maior-de-avc-e-doencas-cardiacas

Guardado em: Sade