[pt]   Login

12 anos ao seu serviço (2005-2017)

Necessidades em vibração e/ou ruído?
Contacte-nos.
Temos uma resposta para si.

Notícias/Destaques

Projeto da Universidade do Minho pretende reduzir rudo rodovirio

2012-09-18 - O Centro de Territrio Ambiente e Construo (C-TAC), do Departamento de Engenharia Civil da Universidade do Minho est a desenvolver um projeto pioneiro em Portugal que visa o desenvolvimento de superfcies silenciosas e inovadoras. O projeto designa-se Noiseless Perceo, modelao e reduo de rudo atravs de superfcies de pavimento inovadoras e durveis.

Uma equipa multidisciplinar de oito colaboradores, de reas como engenharia civil, fsica, acstica/msica e psicologia, j fez a monitorizao e caracterizao do rudo proveniente do trfego rodovirio e a sua perceo pela populao em geral. Nesta nova etapa pretende-se desenvolver uma nova gerao de superfcies de pavimento, essencialmente mais silenciosas, validando as solues encontradas atravs da construo em verdadeira grandeza de sees piloto. O projeto visa proporcionar vrias ferramentas aos diversos intervenientes da atividade rodoviria, que visem a reduo do rudo do trfego e sejam adaptadas realidade portuguesa.

O enfoque deste trabalho, segundo a investigadora responsvel Elisabete Freitas, consiste na construo de pisos com propriedades acsticas melhoradas, atravs da integrao de camadas de desgaste durveis, mas sustentveis na sua relao custo-benefcio. Entre as vantagens prticas, a professora salienta que os nveis de conforto auditivo e uma adequada deteo da velocidade dos veculos, por parte dos pees sero acautelados.

O rudo resultante do trfego uma das preocupaes ambientais, principalmente nos aglomerados populacionais mais densos. Para a equipa de investigao, a reduo do rudo atravs da utilizao de pavimentos silenciosos pode ser uma soluo inovadora, eficaz e econmica. Sendo este um tipo de preocupao j existente noutros pases da Europa, este projeto pioneiro em Portugal e j mereceu interesse do Laboratrio Nacional de Engenharia Civil e da Estradas de Portugal.


Mais informação em: http://www.oamarense.com/noticia.php?id=746

Guardado em: Investigao